domingo, 18 de setembro de 2011

Depoimento Iuri


Hoje conheci você um pouco mais, e algumas palavras suas é o que sinto. As vezes acordo com terror noturno, o escuro me assombra, não penso que logo mais a luz vai chegar, o pânico da hora me enlouquece. Então me pergunto: Quem sou eu no meio dessa loucura, onde estão os outros habitantes desse planeta?  Vejo-os tão preocupados com suas vidinhas, planeta doente, e eu no meio de tudo olho e nada faço. Me assusto com a escuridão, com a falta de luz desses humanoides. Será que sou mais um na multidão ou meu rumo é a solidão? Muitos anos se passaram, não posso culpar os fantasmas se hoje estou a um passo da insanidade, eu sou a única culpada por ter esquecido do poder que tenho, que é igual para todos, o amor. Esqueci principalmente o amor próprio, a alta estima, e hoje a vida me pede reconstrução, pedi para fazer tudo de novo, com toda novidade. E me agradeço por existir. Liger Pimenta

Sem comentários:

Enviar um comentário