quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Max.

Então meu coração palpita quando vejo tua imagem parada na tela do computador, mas o tempo de te olhar foge da realidade. Se eu pudesse te ver em movimento, respirar o mesmo ar noturno acomodado pelo silencio da noite, o sol pintaria a tela da tua presença. Liger Pimenta

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Badoo...Você1

Quanto tempo passou, muitos lugares, muitas pessoas, mas lembro esse tempo e vejo que sempre esteve incompleto. Apesar de tantas luas e muitos pôr do sol, de toda musica presente nos meus dias, e muitas e muitas frases, sorrisos, beijos, gostos. Sinto que não cheguei à metade, que não vi a imagem, aquela que vai me apaixonar, que vai ser inspiração para todos os outros dias que virão. Você. Liger Pimenta

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Gerson

Hoje esquecer o ego pra muita gente é loucura, te chamam de ET. Amar é esquecer de si para fazer outro feliz, não se importando se essa felicidade não é a sua.
 Liger Pimenta
                                                                                        

domingo, 18 de setembro de 2011

Depoimento Iuri


Hoje conheci você um pouco mais, e algumas palavras suas é o que sinto. As vezes acordo com terror noturno, o escuro me assombra, não penso que logo mais a luz vai chegar, o pânico da hora me enlouquece. Então me pergunto: Quem sou eu no meio dessa loucura, onde estão os outros habitantes desse planeta?  Vejo-os tão preocupados com suas vidinhas, planeta doente, e eu no meio de tudo olho e nada faço. Me assusto com a escuridão, com a falta de luz desses humanoides. Será que sou mais um na multidão ou meu rumo é a solidão? Muitos anos se passaram, não posso culpar os fantasmas se hoje estou a um passo da insanidade, eu sou a única culpada por ter esquecido do poder que tenho, que é igual para todos, o amor. Esqueci principalmente o amor próprio, a alta estima, e hoje a vida me pede reconstrução, pedi para fazer tudo de novo, com toda novidade. E me agradeço por existir. Liger Pimenta

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Indiferente

Sonhando para viver, sem sonhos o que seremos senão vermes sugadores dos sonhos alheios. Na caixa vazia da mente indiferente, a vida que passa sem sentir o presente. Liger Pimenta

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Pimenta

E quando abri meus olhos já era dia, levantei, respirei fundo, e cheirei um pouco de pimenta. Abri o chuveiro, que água gostosa! Senti um pouco de pimenta. Depois na cozinha, café com um pouco de pimenta, chapati com cenoura, um pouco de pimenta. Então sai ,o sol bateu na pele, um pouco de pimenta, e quando me deste "Bom Dia", um pouco de pimenta. Comecei a trabalhar, olho as minhas mãos um pouco de pimenta. LIGER PIMENTA com bastante pimenta

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Ela eu?

Hoje descobri que preciso despir-me para vestir uma nova roupa. Preciso ser alguém que está dentro de mim, eu outra, não posso dizer alma gêmea, sou eu diferente. Se eu gostar muito dela, será que vou me esquecer? Esquecer o que gosto? Vou deixar de comer cenoura com aveia ou vou parar de dançar? Essa loucura que me acompanha ainda estará aqui, ou lá? Já não sei onde estou , quem sou, sei que não tenho mais medo. Liger Pimenta

domingo, 31 de julho de 2011

Noite.

Quando chega a hora de dormir tenho medo, o escuro me apavora os monstros estão debaixo da cama e em cima dela o prazer vem me visitar, solitária, penso em vc, meu coracão acelera imagino seus beijos quente como a noite em Belém, seu sexo tem palavras de amor, frases sussurradas, nos sonhos vc vem, mas nunca sei quem é, algo que sinto sem explicar. Liger Pimenta

sábado, 30 de julho de 2011

O dia está lá fora esperando a noite ir embora, vou tocar em você quando acordar...Liger Pimenta

Paraíso

Eles querendo, eu sem vontade. Quero lembrar da chiquita, quem sabe era você, na embriagues do momento a única lembrança, tinha sabor de depois do paraíso. Liger Pimenta

terça-feira, 26 de julho de 2011

Borboleta



Vou te juntar do chão, para que tua imagem fique mais tempo, viva, e a tua cor brilhe junto com o sol. O vento toca de mansinho, antes te fazia voar, agora te faz levantar sem te levar para longe e tu ficas ali parada diante dos meus pés tão presos sem asas, já que as tuas não me servem. Liger Pimenta

Nós...


Mentimos para preservar aquele sentimento já extinto. Pra que? Se o que somos é tão diferente da realidade. Liger Pimenta