quinta-feira, 27 de junho de 2013

vomitam burrice.

 Deuses intocáveis, senhores do mundo que não pertence a ninguém, os certos.
Impiedosamente tem a palavra final, comem livros mas vomitam burrice.

Extraterrestre

Precisa-se de um Extraterrestre que há muito tempo está fora de casa, para troca de experiência. Por favor, procurar a direção.

outra hora.

E as noites ficaram, nada é como antes.
A cidade agora cheira a mofo.
O caminho da madrugada termina na cama vazia, longe da festa.
Não escuto o som do teu sono, nem acordo com teus pesadelos.
Agora dia e noite se confundem

Meus sonhos tem imagem de cinema do filme de terror.
Sou "Eu" vivendo em outra hora.
Esqueci de abrir a janela na manhã que foi embora. Liger Pimenta
Procurei palavras,
mas as perdi entre o rio e o mar...
Tão quietinha vi o tempo passar.
Foram anos,
dias de aniversário.
Seu pensamento é só momento,
sua palavra é engano,
falando por falar.
Somos solitários,
num mundo de desenho e poesia.
A minha verdade não é vaidade,
mas é vadia.
E termina na sua mentira... Liger Pimenta
Procurei palavras,
mas as perdi entre o rio e o mar...
Tão quietinha vi o tempo passar.
Foram anos,
dias de aniversário.
Seu pensamento é só momento,
sua palavra é engano,
falando por falar.
Somos solitários,
num mundo de desenho e poesia.
A minha verdade não é vaidade,
mas é vadia.
E termina na sua mentira... Liger Pimenta
Procurei palavras,
mas as perdi entre o rio e o mar...
Tão quietinha vi o tempo passar.
Foram anos,
dias de aniversário.
Seu pensamento é só momento,
sua palavra é engano,
falando por falar.
Somos solitários,
num mundo de desenho e poesia.
A minha verdade não é vaidade,
mas é vadia.
E termina na sua mentira... Liger Pimenta
Procurei palavras,
mas as perdi entre o rio e o mar...
Tão quietinha vi o tempo passar.
Foram anos,
dias de aniversário.
Seu pensamento é só momento,
sua palavra é engano,
falando por falar.
Somos solitários,
num mundo de desenho e poesia.
A minha verdade não é vaidade,
mas é vadia.
E termina na sua mentira... Liger Pimenta
Não foram só as palavras que ficaram entre nós, ficou o tempo na distancia que ficamos...
Ficou a ausência de nossos corpos. A ocupação de nossas mentes, anestesia e magoa, nada mais resta. E até quando vai doer? Até quando esperar? Meu coração se perdeu de desejo.Esperou seus beijos, esperou ver o brilho dos seus olhos que choram. Só quero te ver curado da dor que te consome... Mas não te faz menos homem. 
Hoje tem lua, mas nunca esqueci a nossa, e a noite que visitamos as estrelas, entre Recife e Belém. As vezes, acho que fiquei trancada no teu quarto, e teus lençóis amarraram minha vontade de existir...Liger Pimenta 
Que essa lua brilhe para nós dois...


Vendo as imagens do Maranhão e comparando com que vi até agora, cheguei a conclusão: Os ataques não são só para dispersar os manifestantes, estão descarregando a impotência de uma PM que no seu dia a dia combate uma guerra perdida a "guerra urbana", que há muito tempo vem se travando contra uma população que o estado abandonou na desigualdade social. Esses são outros jovens menos favorecidos cresceram nas favelas, onde escola muitas vezes é um refeitório. Abandonados na mão do crime essa massa é contida com os cala boca, perdeu perdeu. Esse mesmo policial que saiu de lá e cresceu alienado por uma mídia fascista, agora explode suas bombas mais uma vez numa guerra que não é sua, para proteger o Estado do "rugido" da massa que enfim saiu do circo.
Sou mãe de 3 filhos e avó de 4 netos, nesse momento faço um protesto contra todos os pais e mães que permanecem inertes diante desse atentado mais uma vez contra nossos jovens. Ah! vocês estão trabalhando... Pois vamos parar esse País, vamos lutar pelos nossos direitos e não deixar nossos filhos partirem para luta sozinhos. Vc tem medo de morrer de levar bala de borracha, bomba , pimenta no meio da cara, pois seu filho vai levar por vc. Eu tenho medo é que meu filho seja violentado por um Estado omisso, como eu e vcs fomos durante a vida toda, polidos pelo capitalismo. Tenho medo pelo meu filho, pelo seu filho.Esses merecem um mundo melhor, um Brasil consciente dentro do espaço terrestre. Dia 28 vamos a luta!!! Somos a maioria eles não podem nos vencer. Liger Pimenta

segunda-feira, 24 de junho de 2013

 Sem ar fiquei, perto de quem o silencio falou,e fiquei calada, muda sem mudança. Sem nada fazer, não fiz, não quis reagir, para não mentir falei a verdade... O que será dos dias que passaram em vão.Será passado? Ou os carrego como castigo, como inimigo de quem preciso fugir.
Vou repaginar... Vou guardar a lembrança no esquecimento... Vou abrir o presente e partir para o futuro, sem avisar vou chegar na minha vida. Abrir as manhãs perdidas nos olhos fechados, encantados pela imagem de neve... Vou juntar as penas que derrubei enquanto chorava , elas vão me fazer voar, deslizar no espaço para brincar com o vento no tempo de voltar...Liger Pimenta

terça-feira, 18 de junho de 2013

Hoje eu estou muito mal. A psicologa desmarcou. Minha mãe começou a detonação., e eu me acabando com pena dela,abandonada pelos miseráveis filhos. Nesse momento estou ouvindo Beethoven ..É o que me acalma, estou com medo. Me sinto presa, falta-me coragem para reagir, preciso ir, voltar para Recife e esperar o tempo de ir para o Sul...
Estou confusa, aquele sentimento não morreu, ainda amo alguém, mas choro todo tempo, nunca pensei que amar doía tanto.Amanhã é meu aniversario. Sabe  o que eu quero ganhar de presente? Coragem para lutar  contra quem me oprime, mas as vezes sou covarde diante da impotência mas.Eu sei que qualquer dia vou receber a visita da D. Felicidade, e ela vai me fazer gargalhar desse momento de tempestade.

quarta-feira, 12 de junho de 2013

Feliz dia...
para os que se tocam
se beijam
se mordem
se embolam
se invadem
se misturam
se gozam
se desmancham
se alisam
Feliz dia...
Para os que se acharam nos olhos de alguém
e se perdem no sorriso...
Feliz dia e todos os dias de amor...Liger Pimenta
Eu sou a pétala do mal me quer...
Quem ninguém quer ficar no fim
Sou o travesseiro que mofou
O sexo que brochou
A noite sem lua
Os dias de chuva
Sou a falta do açúcar
no suco de acerola
Sou cara da moeda
e a coroa da festa...
Sou o que menos interessa
da bosta que me resta... Liger Pimenta

segunda-feira, 10 de junho de 2013

Lucas 23

E o tempo passou...
Morri de saudade,
de abandono
Todos os dias esperei
todos os dias
Desejei...
Teus beijos
tua doce voz
teu sexo...
Agora estou aqui
ainda morro de saudade
ainda desejo...
Ainda espero...
Mas agora é real
tua voz é amarga
teu conteúdo esvaziou
teu cheiro é de plástico queimado.
Tua inteligencia é profana
Não posso te salvar
da tua dor insana
E o meu amor desmaiou...Liger Pimenta