domingo, 1 de dezembro de 2013

Pensamentos breves...
Calada,
ao lado nada.
Na frente estrada,
atrás já foi... 
Caminhando,
buscando o momento de chegar,
em um novo lugar na imagem do tempo. Liger Pimenta
Noite solitária, 
lá fora habitantes de outra espécie...
Saudade habita essa casa.
Caminhando... 
O cor era a rosa, 
não era margarida...
Flores do mato,
floresta inteira... Liger
As vezes , 
sentada, 
garoa... 
Canoa. 
Remando pra lá...
Marola.
Embola a coisa...
Respira...
Inspira...
Eu vou ficar...
E conhecereis a verdade e a verdade vos libertará.
João 8:32 - 
Sempre pensei nessa verdade que liberta, e não a vejo no mundo das igrejas 
onde o homem está preso a preceitos e conceitos, que limitam a vida.
O que nos liberta, prosperidade ou o céu humano?
O que realmente é ser livre?
Sei de uma coisa, Jesus não jugou, ensinou o amor e o perdoou a todos...

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Se ainda existissem quintais...
Se as arvores e as cachoeiras não morassem tão longe,
e o céu amanhecesse azul com desenhos de nuvens,
se a terra ainda tivesse cheiro natural. 
Se o canto não fosse preso na gaiola, podia abrir e soltar a liberdade.
Assim meu sorriso talvez voltasse,
As criaturas que me habitam podiam correr livres até sair do chão e voar...
O eco silenciasse...
A chuva molharia o sol,
o amor ia brotar nas flores perfumar meu coração.
Poderia abrir meus olhos pra me iluminar novamente. LIGER PIMENTA

sábado, 9 de novembro de 2013

Esvaziou.. 
Não se esconda mais do sol, descongele a primavera. Essa alegria momentânea esconde o choro da madrugada sozinha, quando as paredes desabam e mostram o monstro da noite escura. Pare de desejar o que não existe, o que não é permitido. Nada mais resta só lembranças perdidas de um tempo que vc inventou. Respire de novo quantas vezes for necessário pra ressuscitar. Qualquer dia desses o céu vai amanhecer azul, faça logo essa imagem...
Tudo passou, um dia vc foi "cega" agora não adianta esperar... Liger Pimenta

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Abri a porta do meu pensamento e libertei vc...
Voltei e encontrei a casa vazia.
O som da minha prece ecoou na mente
Agora sou "EU" novamente
as palavras feito de nuvens,
agora se vestem de sol
e cores do jardim.
Para fazer um novo desenho 
e uma história de felicidade.


Perdi vc para os anos que nos distanciam, na diferença da idade. Perdi vc para as regras do sistema, que prega valores falidos. Perdi vc para o desejo que não são os nossos. Porque desejo vc e vc deseja peitos e bundas. Perdi vc pra minha pressa de viver, pra sua lentidão no pensar.
Perdi vc pra minha agonia, para as noites e dias que chorei de saudade.
Enfim perdi vc pra mim, quando comecei a amar...
Eles estão por todos os lados, são machistas porque lá dentro talvez reprimem sua sexualidade. Então eles precisam destruir o inimigo "a mulher". É desejam ser uma, pra sentir a força do macho.Vermes que não tiveram mães. Foram cuspido não foram paridos.
Estão por toda parte, se vestem de santo, carregam bíblia, representam a "justiça" que o homem inventou para Deus. Baniram a mulher da história
para possui-las no quarto escuro ou na luz dos dias de guerra. Liger Pimenta
Eles estão por todos os lados, são machistas porque lá dentro talvez reprimem sua sexualidade. Então eles precisam destruir o inimigo "a mulher". É desejam ser uma, pra sentir a força do macho.Vermes que não tiveram mães. Foram cuspido não foram paridos.
Estão por toda parte, se vestem de santo, carregam bíblia, representam a "justiça" que o homem inventou para Deus. Baniram a mulher da história
para possui-las no quarto escuro ou na luz dos dias de guerra. Liger Pimenta
Quanto tempo fiquei entre o pecado e a ira dos homens, entre o céu e o paraíso . E tudo para ficar perto. E quanto tempo burlei e enganei a minha existência, que por um tempo deixou de existir. Onde estou só vejo o que tem lá fora.

Quanto tempo fiquei entre o pecado e a ira dos homens, entre o céu e o paraíso . E tudo para ficar perto. E quanto tempo burlei e enganei a minha existência, que por um tempo deixou de existir. Onde estou só vejo o que tem lá fora.

Tudo que passa na tela, está perto muito perto. Degradação visua!?.
Sentimentos, não são sorrisos. Vejo o visível sem cegueira, numa matemática, numa grande angular. É preto no branco caindo nas cores. É musica sem gritar, é som rolando entrando... Posso estar,sem querer ficar...Liger Pimenta

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

O que importa.
Tudo já passou
O prazer, a dor.
Agora a dormência, a demência deixou...Liger Pimenta
Voa noite, leva o escuro para trazer o sol e os passarinhos.
Não fica perdida nas esquinas procurando lobisomens.
Voa noite, para que o dia possa chegar de manhã bem cedinho,
Com café e pão quentinho. 
Voa noite, e bem mais a tarde se encontre com o por do sol,
para que o céu fique lilas.
E novamente vc chegue de mansinho. Liger Pimenta
Registro, percebo. Cores e imagens vão construindo uma história, um pensar, um olhar. E vão se juntando misturando ação com emoção virando reação -Tinta, riscos, seres, coisas, lugares, sorrisos, cachoeiras, luz, sombras, movimento. E tudo chega e tudo vai, e renova e desfaz, termina e começa...Liger Pimenta

sábado, 7 de setembro de 2013

Esses dias estão muito estranhos, as vezes penso que estou ficando louca , mas lembro que já sou. De pedra sem "pedra", só com alguns "galhinhos" verdes. Tudo corre e eu fico parada olhando. Olho para tudo e vejo algumas cenas turvas sem imaginação.Como seria se eu não pudesse voar. Como seria ver alguém invisível.Um mundo sem espelhos... Continuar... Sementes sem mentes, sem entes, sem s ...

terça-feira, 3 de setembro de 2013

Me dê palavras,as minhas perdi pelo caminho. Perdi quando encontrei o ódio nos teus olhos, o amargo da tua dor, fiquei pequena  perto do chão e me joguei na solidão...
Hoje vivo entre o que vai acontecer e o que não aconteceu.
Passeio pela lembrança de algo que já esqueci.
Nem sei o que pensar... E nem sei mais falar. Calei no silêncio que habita tua língua. Guardei o amor que não sei mais sentir. Varei pelas paredes que me isolam de ti, e tudo ficou vazio.

terça-feira, 20 de agosto de 2013

Quantas paralelas aprisionam meus sonhos...
Quantos castelos o mar vai levar... 
O que me prende além da possibilidade de existir entre a
multidão ou a solidão...
Entre o bem e o mal... 
Qual será a verdade dentro da fantasia do imaginário... Liger
Na minha infância corria o vento e levava meus pés,
na terra mal podia pisar, porque meus sonhos infantis me levavam.
E voava entre criaturas pequeninas e gigantes.
Meus olhos ficavam fixados na transparência do faz de conta e a vida acontecia além da brincadeira.
Num belo dia azul em que nuvens desenhavam peixes voadores...
Conheci a loucura, e percebi a longa distancia que me isolava dos outros.
Seres moribundos que circulavam entre árvores que tombavam, no salivar da fome e da ganancia.
A infância continua..
Mora aqui entre o pensar e o infinito,
e se aloja no que existe de mais bonito,
na beleza que se esconde
no olhar que ainda não perdi...Liger Pimenta

segunda-feira, 12 de agosto de 2013


Tenho tanto que querer...Para que desistir no bar... Deixo pra acender HUM depois. As vezes a unica coisa que preciso é fechar a porta, ficar num cantinho quieta, esvaziar, repaginar, procurar os amigos secretos. Deixar a loucura se expressar, aterrizar depois da viagem. Pisar no chão da consciência escondida... "Quanto amor para quem nem sabe amar". Quem se importa se os monstros fugiram e circulam livres, disfarçados. Quem se importa com as palavras que acontecem no silêncio do teclado, com as rimas que não se encontraram... Algo devastou meu querer, e tudo é uma grande mentira. A verdade mora sozinha na Sibéria do meu coração...Liger Pimenta

domingo, 11 de agosto de 2013

Sou tão maravilhosa, mas não tenho terra.
Sou tão amável, mas não tenho casa.
Sou tão querida, mas sempre sozinha.
Balanço a cabeça, jogo os braços de um lado para o outro.
Será que quero voar?
Ou é a musica que me completa.
Já é um voo dançar,
movimentos meus no espaço que me circula envolvendo e esperando a próximo sacolejar...
Quem sou eu então? Fico horas envolvida com ....

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Tudo que meu coração pode ver,
meus olhos decifram.
Códigos de imagem se alojam na minha mente..
Eu vejo em sentimentos a realidade apresentada.
Nada é mais nada...
Só o seguinte do dia que vem.
Sol e as cores que pintam nos detalhes.
Vemos a mesma luz...O encontro de macro coisas,
oferecemos... Aceitamos... Num vai e vem de ar, respiração...
Não importa se estamos parados ou voando.
Se há luz ou escuridão... Se a lente está aberta...
Olhe,
veja,
enxergue,
perceba,
visualize.
Aconteça no momento incerto certo de acontecer...Liger Pimenta
Homenagem á Sebastião Salgado.


terça-feira, 6 de agosto de 2013

E o tempo passou...
Morri de saudade,
de abandono
Todos os dias esperei
todos os dias 
Desejei...
Teus beijos 
tua doce voz
teu sexo...
Agora estou aqui
ainda moro de saudade
ainda desejo...
Ainda espero...
Mas agora é real
tua voz é amarga
teu conteúdo esvaziou
teu cheiro é de plastico queimado.
Tua inteligencia é profana
Não posso te salvar 
da tua dor insana
E o meu amor desmaiou...Liger Pimenta
E as noites ficaram ...Nada é como antes. A cidade agora cheira a mofo, o caminho da madrugada termina na cama vazia, longe da festa. Não escuto o som do teu sono, nem acordo com teus pesadelos... 
Agora dia e noite se confundem, meus sonhos tem imagem de cinema do filme de terror. Sou "Eu" vivendo em outra hora, esqueci de abrir a janela na manhã que fui embora...Liger Pimenta
Procurei palavras,
mas as perdi entre o rio e o mar...
Tão quietinha vi o tempo passar.
Foram anos,
dias de aniversário.
Seu pensamento é só momento,
sua palavra é engano,
falando por falar.
Somos solitários,
num mundo de desenho e poesia.
A minha verdade não é vaidade, 
mas é vadia.
E termina na sua mentira... Liger Pimenta
Não foram só as palavras que ficaram entre nós, ficou o tempo na distancia que ficamos...
Ficou a ausência de nossos corpos. A ocupação de nossas mentes, anestesia e magoa, nada mais resta. E até quando vai doer? Até quando esperar? Meu coração se perdeu de desejo.Esperou seus beijos, esperou ver o brilho dos seus olhos que choram. Só quero te ver curado da dor que te consome... Mas não te faz menos homem. 
Hoje tem lua, mas nunca esqueci a nossa, e a noite que visitamos as estrelas, entre Recife e Belém. As vezes, acho que fiquei trancada no teu quarto, e teus lençóis amarraram minha vontade de existir...Liger Pimenta 
Que essa lua brilhe para nós dois...
Sem ar fiquei, perto de quem o silencio falou...e fiquei calada, muda sem mudança. Sem nada fazer, não fiz, não quis reagir. Para não mentir falei a verdade... O que será dos dias que passaram em vão. Será passado? Ou os carrego como castigo, como inimigo de quem preciso fugir.
Vou repaginar... Vou guardar a lembrança no esquecimento... Vou abrir o presente e partir para o futuro, sem avisar vou chegar na minha vida. Abrir as manhãs perdidas nos olhos fechados, encantados pela imagem de neve... Vou juntar as penas que derrubei enquanto chorava , elas vão me fazer voar, deslizar no espaço para brincar com o vento no tempo de voltar...Liger Pimenta
Janelas e portas se fecharam...
O grito calou...
Vou entrar...
Silêncio está de um lado, de outro lado...No meio a mente vaga, mas está ocupada, não está perdida ... só pausa, para descontentar, contemplar o ego desconhecido, a ignorância do sem sentido... nesse caminho não percorrido.
Que venham todos os pesadelos, enfrentarei, com os meus sonhos...Liger Pimenta
A saudade de horas passadas...
Saudade do tempo de agora que um dia vai passar.
O que levo na bagagem...
Palavras, gestos e o sorriso que conquistei, por isso fiquei de bem comigo.
Não sou mais meu inimigo não choro, porque o que era dor se libertou. Virou prazer, me fez crescer. Me fez entender todo o sentimento, não sufoca mais. Talvez isso, realmente posso chamar de amor.... Liger Pimenta
O mundo acaba e tenho que construí-lo vez após vez... Sem medo, sigo o caminho... Cuidando do meu coração, permaneço no amor e com amor, mesmo que sozinha, vou continuar.. Viver é isso, cair do céu dos sonhos e retornar todos os dias para sonhar mais um bocado..Liger Pimenta conversando com o amigo Lucas Martins Vieira
Se estou errada, não sei, mas achei meu caminho, se ele vai me levar longe, também não sei onde quero chegar... Só quero dar a largada, sair do lugar, começar minha história sem medo nem perdão, por ser feliz. O que vai ficar talvez seja saudade, momentos, ilusão... O caminho é longo, a estrada é incerta, o que sei, certo, é a vontade de vencer, conquistar, mudar, viver... o resto preciso deixar aqui, pra virar passado.
Não vou dizer o que não falei,
não sinto, nem sei o que é.
Falo palavras minhas,
respostas guardadas 
psicografadas,
que vem do planeta "EU".
Jogo fora em formas de letras,
no papel na tecla sonora.
E o som...
Atravessa o tempo para me fazer companhia.
Me movimenta, me alimenta.
Me canta encanta enquanto
eu desfaço em poesia,
o amor, a flor, o dia....Liger Pimenta
De volta ao hospício, aqui todos os esconderijos sofrem, por serem vazios, ocos. Aqui tudo é pecado,  as flores não tem perfumes, machucam com seus espinhos. Por onde sair? Lá fora os donos da verdade ditam as regras, fazem as leis, violentam o amor. A saída sempre é uma estrada vazia que eu vou pintar, é o anjo que vem me socorrer com suas palavras mágicas. Meninice e solidão na criança que brinca sozinha, pulando de letra em letra, nunca completa, nunca acerta. O segredo se esconde do homem mal, se esconde das nuvens da tempestade que sem querer, apronta a ventania. Já posso voar... Liger Pimenta
Boa linda noite!!! 
Atualmente estou falando menos, não que pense mais... 
Sempre pensei o bastante, mas agora passo horas procurando o silêncio.
E o acho aqui, perto de vcs, com essa leitura, que para todos nós é a mesma do norte ao sul do País, existe um novo olhar sobre tudo. E eu gosto muito de como a coisa mudou...
Se pudesse voltar para onde iria?
Que lugar da vida escolheria para morar?
Que abraço apertaria nos braços?
Qual de nós gostaria de ser?
Eu teria a resposta sem derrubar uma lágrima de saudade...
o que faz voltar o tempo, senão pensamentos. 
Casinha da memória, sem deixar o olhar ir embora...
Estou aqui, mas estou pela metade talvez um nada do que eu penso ser.
Estou aqui com o cansaço de dias de luta da minha batalha,
O descanso para o dia de amanhã... Sem trégua vou vencer essa guerra de escolhas, vou me despir de tudo que me faz doer...
De tudo o que não sou mais.
Vou escolher viver. Liger Pimenta
Amanheci, amanheceu...
As manhãs sempre levam embora o monstro que odeia a criança,
o homem que despreza a mulher,
e a mulher que não quer ser menina.
As manhãs são magicas que saem da cartola...
Trazem a tinta para pintar a parede 
e calar a fala da noite.
As manhãs são o eterno acordar,
de um novo começo...
São flores que brotam para deixar perfume no dia.
Amo o amanhecer
porque traz na bagagem a vida... Liger Pimenta
Depois que vc chegou,
noite virou dia, e dia ainda é dia.
Minhas noites foram embora.
Procuro acha-las, mas vc é o dono do tempo da noite...
Dono do tempo que existe entre eu e vc,
dono de tudo que eu posso querer...
Vc desabitou corujas, adormeceu vampiros.
Derrubou estrelas incendiou a lua.
Não tenho saudade do sono,
pois sonho uma noite de um dia eterno.
Sonho voadores que levam 
e trazem sentimentos...Liger Pimenta
Vc não precisa mais de mim.Seus novos dias chegaram, novidades estão invadindo sua vida. O Tenoné aquele que vc sempre se prendeu, vai trazer, a crente que vc precisa, eu não creio em nada, tenho tenho certeza dentro da minha loucura. Na real nunca fui desejável pra vc, só momentos de fome sexual, e me acostumei com isso. Invadi seu mundo (quarto), usei o amor como espaçonave, mas descobri que é humana e precisa de combustível. Beijos, carinhos permanentes, e esses não encontro aí, esses vc os guarda para dar para alguém de corpo perfeito, de cara novinha. Sou velha demais para o seu mundo de novidades. Tenho meu próprio mundo e esse só precisa de mim para ser habitável... Preciso desencontrar de vc, sua vida de pessoa comum precisa continuar, seus sonhos realizáveis, precisam de pessoas reais , do tamanho deles.Sou inadequada para a cena. Sou pássaro me mudo conforme as estações já não tenho mais tamanho nem dimensão. Agora preciso apenas de um pequeno espaço para ver vc, para saber que tudo o que vc quer virou verdade, ficarei feliz de ver vc bem. Eu não consegui tirar vc dos terrenos baldios nem dos vícios, não fizemos desenhos, nem uma composição juntos, nem um filme conseguimos ver por completo. Acho que meu amor nunca prestou para nada, nunca fez nada por vc.

domingo, 4 de agosto de 2013

Às vezes coisas ficam misturadas.
Perco a noção de como ser, já que não posso mudar o que sou.
 Fingir... Não sei bem interpretar sou péssima com a mentira,
até falo sozinha para não esconder minha voz no silêncio.
Muitas vezes vc me suporta e alguma me odeia.
Muitas vezes procurei uma razão para o nosso existir,
e achei uma metade de uma parte que desconheço,
 de uma parte que foge de mim.
 Seco o choro na falta dos beijos que vc não dá.
Morro no amor que faço existir,

para viver o que sinto...Liger Pimenta
Quantas perguntas preciso fazer, pra chegar à resposta que eu quero ouvir.
Quanto desejo, quanta vontade até que tudo acomode na espera do novo,
Esse novo que espero como se espera o filho que vai nascer.
Meus olhos nunca se fecham, estão sempre abertos,
para enxergar o momento desejado, o sonho do realizável .
Quero amanhã, esquecer que hoje esperei em vão...
Quero amanhã achar sua direção na minha.
Então, bateremos de frente sem desculpas.
Vamos nos ver no colorido de uma manhã intensa,
em que a vida nos abandonou numa esquina do tempo.
Para que enfim nossos olhos se reconheçam...Liger Pimenta


A coisa é que estou sempre voando... Sempre alcançando alturas além da básica existencial. Sempre questionando as alternativas de vôo. E por que alguns caminhos são dourados? Fugir da cor... Nunca. Vou caminhar as trilhas que permito as que desenhos. Esse mundo dentro, me existe... Traduz-me... Desconheço cada sentença cada absolvição. Mas conheço atalhos... Para onde vou levar-me. Sairei no alto da montanha, de dentro da gruta, cairei na água do meu rio que corre pra existir, corre para perceber a margem. E quando volto sempre sou outra, sou novidade. Sou condenada por ser desigual sigo a verdade e ela desalinha o caminho terrestre. Isola-me e fico só, anormal. E os outros habitantes ficam lá fora. Aqui, permaneço sozinha. Liger Pimenta ( Mundo do Quintal )
Lixo humano do mundo urbano... Lixo, dispensado, não reparado, degradado, esquecido pela falta de vontade. Pessoas se amontoam, se esquecem , são deixados de lado. Não importa seus pensamentos, já não sabem pensar. O silêncio tomou conta das atitudes e hoje o som vomita o nojo, de quem não sabe existir...Liger Pimenta ( Mundo do Quintal)
Toca-me nos olhos. Define meu olhar. Sinto o fragmento da pintura e me espaço toda. Levo da cena o registrado e fico eterna...Liger Pimenta
O que aconteceu?
Há pouco tempo atrás, fotografei esse grafite (ali na Av. Pedro Álvares Cabral esquina de uma rua que sai quase em frente Porto Solamar). Agora pouco tempo depois achei o desenho nessa condição. Então, intrigada perguntei para a moradora da casa (não sei se proprietária ou inquilina).
O que aconteceu senhora?
Ela uma mulher de mais ou menos 38 anos me respondeu:
É que eu fui me matricular no curso de inglês, e quando falei meu endereço para o professor ele me disse - vc não mora no Telegrafo vc mora na Vila da Barca a casa que vc mora é cheia de desenhos.
Então fiquei com vergonha de ele pensar que moro na Vila da Barca, cheguei e queria apagar essa imundície e fiz isso, joguei tinta.
Essa foi a explicação de uma mulher que com certeza não foi educada construída para discernir, pensar... Essa mulher teve vergonha de ser associada à Vila da Barca.

sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Alimente o amor, abra a porta e liberte os sonhos... E comece a sorrir, não perca a hora, agora podemos... Amanhã o dia não será o mesmo. Liger Pimenta
Lixo humano do mundo urbano... Lixo, dispensado, não reparado, degradado, esquecido pela falta de vontade. Pessoas se amontoam, se esquecem , são deixados de lado. Não importa seus pensamentos, já não sabem pensar. O silêncio tomou conta das atitudes e hoje o som vomita o nojo, de quem não sabe existir...Liger Pimenta (Mundo do quintal)
A coisa é que estou sempre voando, sempre alcançando alturas além da básica existencial, sempre questionando as alternativas de voo, e por que alguns caminhos são dourados. Fugir da cor. Nunca!  Vou caminhar as trilhas que permito as que desenho. Esse mundo dentro, me existe. Traduz-me. Conheço cada sentença cada absolvição, mas conheço atalhos para onde vou me levar. Sairei no alto da montanha, de dentro da gruta, cairei na água do meu rio que corre para existir, corre para perceber a margem. E quando volto sempre sou outra, sou novidade, sou condenada por ser desigual.  Sigo a verdade, ela desalinha o caminho terrestre. Isola-me, fico só, anormal. Os outros habitantes, estão lá fora. Aqui, permaneço sozinha. Liger Pimenta MQ
Toca-me nos olhos.
Define meu olhar.
Sinto o fragmento da pintura e me espaço toda.
Levo da cena o registrado e fico eterna. Liger Pimenta